Mensagens

HOSPITAL DA CRIANÇA DE BRASÍLIA JOSÉ ALENCAR - HCB

Há 30 anos, um grupo de pais e mães com filhos internados no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) se reuniu para ajudar outros pais e mães, com filhos portadores de câncer como os deles, porém de lares marcados pela exclusão social. Juntas na Pediatria do Hospital de Base, local do tratamento às crianças, essas famílias dividiam experiências e esperança. Mas desde 1986, aquelas em melhores condições sociais e econômicas, com apoio dos profissionais da pediatria do HBDF, passaram a semear o amor ao próximo para que unidas pudessem dividir a alegria da cura de seus filhos.
O primeiro passo foi criar a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias, a Abrace, que garante há três décadas um ambiente propício ao tratamento de crianças e adolescentes com câncer e doenças do sangue, proporcionando a eles e às suas famílias amparo social e material durante todo o processo em busca da cura.
 
Continue lendo

Os esforços dos pais e mães eram insuficientes diante da difícil situação encontrada nos hospitais públicos existentes, onde não havia condições para a garantia de um atendimento especializado de qualidade às crianças e aos adolescentes.

Diante de tamanhas dificuldades, a Abrace percebeu que era preciso oferecer mais que a acolhida na Casa de Apoio. Os pais e mães desses meninos e meninas mobilizaram a sociedade civil e moveram esforços para a construção de um centro especializado com infraestrutura e recursos plenos, capaz de gerenciar de forma eficiente o tratamento integrado do paciente pediátrico.

Ainda chamado de Instituto Pediátrico, o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) teve sua construção dividida em dois ambientes complementares, próprios ao público infanto-juvenil. No Bloco I, os jovens pacientes teriam à disposição uma série de serviços como consultas, cirurgias ambulatoriais, diagnostico básico e por imagem, quimioterapias, processos de depuração do sangue como a diálise peritoneal e a hemodiálise, além de procedimentos ambulatoriais sob sedação. Já́ o Bloco II compreenderia serviços como internação, cirurgias e diagnostico especializado, além de setores como a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o Centro de Ensino e Pesquisa.

Em dezembro de 2008 o Bloco I ficou pronto e o primeiro contrato de gestão do hospital foi celebrado entre a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e o Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada - Icipe, em 2009. Nele, o Instituto, que é uma organização social sem fins lucrativos criada pela Abrace, se comprometia a organizar, implantar e gerir as ações de saúde do HCB, colocando-o para funcionar em até 90 dias. Assim, a partir de 1° de julho de 2011 os primeiros funcionários começaram a ser admitidos e, com eles, surgiam as primeiras reuniões do corpo funcional do hospital.

As atividades do ambulatório de Onco-Hematologia logo foram inauguradas. Em 26 de setembro de 2011, o setor já estava à disposição das crianças e dos adolescentes. Os serviços foram implantados um a um, gradativamente, até o grande dia, em 23 de novembro de 2011 quando o Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB) foi oficialmente inaugurado.

A construção do segundo bloco do HCB foi realizada meio de um convênio entre o Governo do Distrito Federal e a Organização Mundial da Família (WFO). O prédio foi entregue em julho de 2018 e a implantação dos serviços é uma nova etapa desse sonho.

O HCB foi concebido para complementar a rede pública de saúde do Distrito Federal, provendo-a de um complexo médico-hospitalar para público pediátrico portador de doenças de média e alta complexidade que necessitem de atenção especializada e multidisciplinar. Com esta missão, profissionais das várias especialidades pediátricas estão sempre em aprimoramento técnico, científico e comportamental e o hospital se mantém em busca de meios sustentáveis e tecnicamente adequados para ampliar sua capacidade diagnostica e terapêutica. Nesta lógica, o Icipe vem instituindo um modelo assistencial baseado na gestão da clínica de forma ampliada e interdisciplinar com envolvimento do paciente e de sua família no processo de cuidado e numa justa articulação com a rede de saúde.

Desde a sua inauguração o Hospital da Criança de Brasília realizou cerca de 3 milhões de atendimentos. Dentre eles, destaca-se a realização de mais de um milhão e 714 mil exames laboratoriais e de 461 mil consultas. O HCB realizou, ainda, mais de 69 mil diárias (28.149 internações e 41.438 hospital-dia), 43 mil sessões de quimioterapia, 19 mil transfusões, 8 mil cirurgias ambulatoriais, 14 mil ecocardiogramas, 38 mil raios X, 20 mil tomografias, 28 mil ultrassons, dentre outros.

Em 2018, com a gestão do Icipe, o Hospital recebeu o selo de primeiro hospital público do Distrito Federal e o primeiro hospital pediátrico da região Centro-Oeste acreditado pela Organização Nacional de Acreditação (ONA). Entra, portanto, para um grupo restrito de excelência em saúde no país, resultado da seriedade do trabalho feito pelo Instituto.

renilson-rehen-presidente.jpg

Renilson Rehem - Presidente do Congresso

Prezados Congressistas,

Sejam bem-vindos (as) ao Congresso Brasileiro da Criança com Condições Complexas de Saúde, que será realizado em Brasília/DF no período de 21 a 23 de novembro de 2018, com o tema: “Tecnologias para o cuidado e para a cura”.
Continue lendo

 

Este é o primeiro congresso realizado pelo Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe), organização social de saúde gestora do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB). Essa iniciativa contribui para a consolidação do papel do Hospital da Criança de Brasília na atenção às crianças do Distrito Federal e de cidades do entorno acometidas por condições graves e complexas de saúde – como o câncer e doenças genéticas, hemoglobinopatias, imunodeficiências primárias, asma grave, fibrose cística, atresia biliar e doenças neuromusculares progressivas, além de outras enfermidades de etiologias diversas como a epilepsia grave.

O Congresso discutirá temas relevantes no campo da pesquisa que se traduzam em tecnologias avançadas no diagnóstico e tratamento. Discutirá também as tecnologias leves, que dizem respeito a avanços na atenção integral e humanizada das crianças, na perspectiva de rede de atenção em saúde pública.

A congregação de pesquisadores, gestores e profissionais dos diferentes níveis de atenção em saúde, bem como de usuários e integrantes de outros setores de conhecimento e prática, deve contribuir para uma melhor atenção às crianças acometidas por condições de saúde complexas segundo as oportunidades que com o Congresso serão criadas:

• um fórum de discussão, de crítica e de apresentação de inovações em diagnóstico e tratamento;

• a incorporação prática de novos conhecimentos com a perspectiva da atenção centrada no usuário e na sua família;

• o desenvolvimento profissional interdisciplinar entre profissionais da atenção à saúde, gestores, inovadores, usuários e demais setores da sociedade (educação, terceiro setor, imprensa, judiciário, etc.) e

• o incentivo à colaboração nacional e internacional, com foco no usuário, para discutir problemas que são de todos na busca de soluções comuns – políticas de atenção.

O programa será cuidadosamente elaborado para que haja o máximo aproveitamento por parte dos congressistas – que também terão a oportunidade de compartilhar suas experiências e seus conhecimentos, com a apresentação de temas livres com trabalhos inovadores. Caso esteja interessado, veja orientação para inscrição de temas livres.

Com nossos sinceros cumprimentos, 

Renilson Rehem - Presidente do Congresso

newton-alarcao450.jpg

Newton Alarcão - Diretor-Presidente do Icipe

Prezados Congressistas,

O Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe) tem atuado em parceria com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES) para oferecer assistência qualificada às crianças com condições complexas de saúde do Distrito Federal e do entorno por meio de uma gestão eficiente e transparente do Hospital da Criança de Brasília José Alencar (HCB).
Continue lendo

 

 

Ao longo dos sete anos de existência do Hospital, o Icipe empenha esforços para ampliar a capacidade ambulatorial, com estratégias efetivas centradas na criança e na família, de forma humanizada. Com a inauguração da nova ala, a Rede de Saúde Pública do Distrito Federal deve consolidar o Hospital como uma unidade complementar de referência nacional à atenção pediátrica de condições complexas de saúde. 

Segundo a literatura mundial, o atendimento em unidades centralizadas, como é o caso do Hospital da Criança de Brasília José Alencar, com uso de tecnologias apropriadas, elevado conhecimento tácito das equipes multidisciplinares e aprofundamento do conhecimento científico específico, permite alcançar as melhores práticas para atender clinicamente esse grupo de crianças. 

Com essa perspectiva, o Icipe, o HCB e a SES/DF vêm pavimentando a cultura de abordagem científica, constituindo um robusto programa de ensino e pesquisa por meio da ação contínua do Centro Integrado e Sustentável de Ensino e Pesquisa (Cisep) do HCB, que fomenta pesquisas, treinamentos, residências, publicações e a realização de eventos técnico-científicos – como o Congresso Brasileiro da Criança com Condições Complexas de Saúde, que ocorrerá em Brasília/DF, no período de 21 a 23 de novembro de 2018.

Esse Congresso pretende ser também um marco na consolidação da ambiciosa proposta de assistência, engendrada há mais de 30 anos pela Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias (Abrace), que liderou todo esse movimento.

Sejam todos bem-vindos! 

Newton Alarcão - Diretor-Presidente do Icipe